terça-feira, 21 de setembro de 2010

Poesia


Às vezes tudo se ilumina de uma intensa irrealidade, e é como se agora este pobre, este único, este efêmero minuto do mundo estivesse pintado numa tela, sempre...


Mario Quintana - Porta Giratória

Um comentário:

  1. Que lindo ! "Às vezes tudo se ilumina de uma intensa irrealidade".

    Beijo

    ResponderExcluir